Arquivo do Autor

Alienação Global ou natural?

Às vezes me questiono sobre o que as pessoas vêem na tal da grande Rede Globo. É uma emissora ridícula que se aproveita da alienação dos telespectadores, pra não dizer burrice, para ganhar audiência.

A Globo investe em atores péssimos e em jornalistas ruins, além de, claro, manipular e repassar apenas as informações que lhe convém, do modo que lhe convém.

Li uma boa notícia hoje. A audiência da Globo está caindo. Naturalmente, atualmente temos a internet e a TV fechada ganhando mais espaço entre a população. Desse modo as pessoas preferem ficar navegando ou vendo algum seriado… Seria algo bom, não fosse o que se faz enquanto se fica na internet..

A população está mal encaminhada. Faz falta uma boa leitura para muitos dos jovens .  Temos acesso à informação que quisermos, a hora que quisermos e mesmo assim ”Britney Spears”, ”American Idol”, ”Naruto” e ”Miley Cyrus”, estão constantemente entre os mais buscados da net.  Pesquisas apontam que o crescimento dessas buscas é inversamente proporcional ao número de neurônios das pessoas que perdem horas pesquisando isso diariamente.

Mas essas buscam tendem a diminuir. Justin Bieber está aí para colocar todos esses lixos para trás.   o/

Com esse post estou querendo questionar o seguinte. Somos alienados porque a mídia nos aliena OU somos naturalmente burros e acomodados mesmo?

Anúncios

23 junho, 2010 at 10:00 am 1 comentário

Ensaio sobre a Cegueira

Pessoal, mais um momento de crise e pensamentos. A dúvida está sempre presente, porém, em certos momentos, ela é maior e mais constantemente lembrada. 

Depois de ver o filme ”Natureza Selvagem” muitos pensamentos afloraram e continuam aflorando. Um vídeo contribuiu para minha pequena confusão,  vi ele ontem a noite no blog Filhas da Puc. Segue abaixo:

Parafraseando…: 

”As pessoas que são loucas o suficiente para achar que podem mudar o mundo, são as que realmente mudam.”

Felizmente meus pensamentos não são únicos, tenho um amigo com quem posso compartilhá-los e ser compreendido. Ninguém entende quando falo que não é essa a vida que eu quero. Não é essa a vida que vou ter. 

Que vida? 

Essa vida que todos vivemos.

É muito fácil seguir as coisas como nos são impostas. Ter uma carreira, ganhar dinheiro, ter uma rotina… é muito fácil. Estou seguindo por esse caminho, pois sou empurrado pela correnteza. Não sou infeliz, claro que não. Tenho tudo que eu sempre pensei que quis ter, como já disse em outro post meu.

Queria entender o porquê de rotularem os que nadam contra a correnteza de loucos. Se isso é ser louco… Eu vou ser, eu sou. Aos poucos eu mexo os pauzinhos para uma vida diferente, a vida que eu julgo ser a correta.

cegueira

Somos muito maus uns com os outros. O ser humano quer sempre tirar vantagem sobre o outro, pois a ”vida” nos ensina a ser assim. Somos tantas vezes passados para trás que o que mais queremos é passar os outros também. O estranho é que, mesmo sendo espertos e gananciosos, o nosso final é sempre o mesmo, o que muda é o caminho que percorremos. Somos os animais mais inteligentes do mundo? Ou seria o contrário?

Infelizmente eu não nasci para fazer parte dessa porra toda a qual somos submetidos. É tanta estupidez que vejo diariamente que não entendo como chegamos a tal ponto.

Interessante pensar sobre isso, e engraçado ver a reação das pessoas quando cogito a possibilidade de ter uma vida livre dessa merda toda. Será que sou tão ignorante assim por tentar achar uma saída?

Não se preocupem. Eu não vou criar teoremas e não vou liderar revoltas contra o governo. Não vou tentar mudar o mundo, somente não deixarei o mundo me dizer como eu sou. 

Sim, sou mais um louco nesse mundo de ”espertos”.

20 abril, 2009 at 1:23 pm Deixe um comentário

Refúgio interior

pensar

Um tempo só nosso. É disso que precisamos, sim, TODOS precisam, sem exceções.

Ontem, depois de 8 horas no serviço e um sanduíche, tomei um banho rápido, fiquei alguns minutos no computador e fui me deitar. Que coisa boa. Nada melhor que não ter nada para fazer, nenhuma preocupação. Aquela horinha que permaneci deitado, antes de dormir, se mostrou a minha terapia diária. Sempre foi, porém somente ontem me dei conta disso.

Todos deveríamos ter algum lugar para se sentir bem. Estar com os amigos, com a família ou no computador não pode ser considerado uma terapia. Estou falando de estar sozinho – completamente sozinho – para colocar as idéias no lugar.

Ficar pelado, com a mão no saco, despenteado, tirar meleca do nariz (adoro a palavra ”meleca”, é engraçada)… Enfim, ficar da maneira mais confortável possível. Estar bem consigo mesmo. Esse momento é único no dia, e não venham me dizer que estão assim o dia todo, todos os dias.

Um momento, um lugar. Ficar pensando na vida, no dia, ou, somente, pensando no nada, se perder nos pensamentos de forma que a junção dos mesmos traga prazer. Que caia um raio no primeiro punheteiro que se excitar com minhas palavras.

pensar1

Um dos problemas atuais é que temos ”preguiça” de não fazer nada (leia-se preguiça de pensar). Precisamos estar vendo TV ou teclando no MSN. Muita gente dorme com a TV ligada, ou a desliga apenas quando o sono é incontrolável. Quem faz isso acaba se privando do SEU momento. Ninguém faz isso de propósito, apenas não precisamos mais formar nossas opiniões sobre nada, não precisamos pensar, fomos acostumados assim.

O Pedro Bial, o Faustão e o Gugu  já pensam para nós, trazem as opiniões prontas, apenas precisamos absorvê-las para depois defendê-las em meio a uma discussão! SOMOS MUITO ESPERTOS!!!

Mas não vim aqui para criticar, vim dar uma dica. Continuando…

Um refúgio. É disso que precisamos. 

Os mais centrados já perceberam isso, mesmo que inconscientemente. Aqueles que caminham diariamente, usam isso como sua terapia; Outros cozinham; Tem uns que se trancam no quarto e ouvem música. Já vi quem chamasse isso de meditação. O principal objetivo é se sentir bem

Todos têm seu ”refúgio”. Cabe a cada um descobrir o seu. 

O meu já foi dito. Deitar de barriga para cima, preferencialmente, ouvir o maravilhoso som do silêncio, e ali ficar até que o tempo não seja mais contado no relógio.

Não estou dizendo que não vejo TV, nem que não uso o computador. Também não estou dizendo que passo o dia todo deitado.

Pensem.

15 abril, 2009 at 10:24 am 9 comentários

Esse é o cara!

Sempre tive nosso atual presidente, Lula, como um ignorante. Sempre o vi como alguém sem condições de representar nosso país.

Ontem falava-se em todos os meios de comunicação sobre o fato de o presidente Obama Sin Laden ter apontado para o nosso ilustríssimo e falado: Esse é o cara”. Quase ri da situação, pensando em onde o presidente americano estava com a cabeça ao falar isso.

Por coincidência, passado alguns minutos eu vi uma notícia de 2007 sobre o presidente George Bush ter cometido uma gafe com a Rainha da Inglaterra. Disse ele, em discurso, que Elizabeth teria 200 anos. Procurei mais afundo e percebi que Bush é o rei das gafes.

bush-gafe

Obama, o atual excelentíssimo, também já cometeu alguns erros inoportunos. Em entrevista, deixou escapar ”sem querer” uma piadinha de humor negro à respeito dos atletas paraolímpicos.

Comecei a procurar alguns erros do Lula, pois não me lembrava de muitos, e notei que, não só os erros dele são perdoáveis, como alguns deveriam ser tomados como exemplo. Reparem como somos tolos, infantis e invejosos. Se o Lula cometesse alguma das gafes dos americanos citadas acima, cairíamos de pau nele: ”Analfabeto”, ”nosso presidente não tem nem 2° grau”, ”é um burro mesmo”, entre outras ofensas.

Outro ponto: eu, particularmente, odeio essas besteiras de pessoas chiques. ”Não poder fazer isso porque é feio” e ”não poder fazer aquilo porque não convém a situação”, nunca combinaram comigo. Quase mataram o cara quando ele deu um tapinha nas costas do Papa. Cara, FODA-SE o Papa. Ele não é Deus, intocável e tudo mais. Ele é igual a nós e o nosso presidente fez questão de mostrar isso pra ele, mesmo que sem querer,rsrs, pois ele não tem essas frescurinhas. Pra ele, todo mundo é igual.

Vou citar algumas ‘’gafes’’ do nosso presidente, retiradas da internet. Vejam como somos demasiadamente exigentes.

“Proponho um brinde …” …Lula se animou na Síria e uma gafe, ao propor brinde no país onde não é costume beber… Grandes merda!! Aposto que  todo mundo já falou ou fez coisa parecida na casa de alguém.
Lula deixa Obama em pé, e fica ao lado da Rainha da Inglaterra na foto oficial do G20… Não entendi, realmente, o motivo de isso ser uma gafe. O  presidente Obama é o melhor? Ou o mais velho? Não. E o outro  cara do lado da Rainha? 

Erros de capitais, nomes de países e em que continente ficam… Eu sei muito pouco sobre Geografia, assim como 90% da população brasileira. Aposto que poucos presidentes sabem alguma coisa sobre o Brasil. A diferença é que antes de comentarem sobre o nosso país eles pegam um Geoatlas e decoram o nome da capital. Palmas pra eles.

”Tinha preconceitos sobre Blair porque tudo o que eu sabia sobre ele tinha lido na imprensa brasileira. E tudo o que Blair sabia sobre mim era o que Fernando Henrique tinha contado pra ele”
(Dando a entender que a imprensa brasileira deturpa os fatos) … Não  deturpa?

“Abre a porteira, Gonçalves.” (Em Aracaju, pedindo a abertura da cerca de proteção que o separava do público – ou do gado…) ÓÓÓÓÓÓÓ! Nosso  presidente é uma anta! MEUS DEUS!!!! ¬¬

“Quando se aposentarem, não fiquem em casa atrapalhando a família, procurem alguma coisa para fazer. Se ficar disputando espaço no sofá com o neto, sua vida vai ficar chata.” (Na cerimônia do Estatuto do Idoso) … Pois é,  ele falou o que todo mundo pensa, a verdade, que safado!

“Eu estou com uma dor no pé, mas não posso nem mancar, para imprensa não dizer que eu estou mancando porque estou em algum encontro com portadores de deficiência” (Disse Lula, que falava para uma platéia repleta de atletas em cadeira de rodas)… Pior é que iriam dizer sim. Ele só  comentou e não ofendeu ninguém com isso.

Durante discurso na Fenadoce, Lula se referiu à sua esposa primeira-dama Marisa Letícia com um certo primitivismo: “Ela engravidou no primeiro dia de casamento porque pernambucano não deixa por menos”, e deixou a esposa, a quem chama de “Galega”, enrubescida. .. É por isso que ele é  popular. Ele fala como todos falam. Não faz cu doce.


Bom, não vou entrar em méritos se isso é gafe ou não é. Por mais que seja, a questão é que nós comparamos nosso presidente aos outros presidentes sem ao menos saber que eles fazem as mesmas coisas. Ou sabemos, mas, por ser o Lula, é sempre pior.

Também não vou entrar em discussão se ele é ou não um bom presidente. Não vem ao caso. A questão é que ele tem a cara do povo brasileiro e não se envergonha disso. A partir de ontem (?) comecei a respeitar o Lula por isso. Pela sua burrice? Não, pelo seu jeito espontâneo e despreocupado com essas porcarias que ninguém gosta e todo mundo ensaia para não ficar mal visto.

3 abril, 2009 at 9:46 am 16 comentários

Escutatória

escutatoria

Esses dias ouvi no ‘’Pretinho Básico’’, programa de humor da rádio Atlântida, um e-mail de um ouvinte sobre como as pessoas tem dificuldade em escutar.

Eu já havia pensado muito sobre isso e até pensei em fazer psicologia, pois acho uma das profissões mais necessárias. Ainda penso em fazer, mas como hobby, não para seguir a profissão. Mas vamos fazer  o assunto, pois essa ladainha mal começou e já está enchendo.

Leitores, a próxima vez que ouvirem uma conversa, uma conversa qualquer, entre amigos ou colegas de trabalho, reparem em como a conversa toma seu rumo e se torna engraçada. Vou colocar um exemplo aqui que eu vejo todos os dias no serviço.

– Bah, to com um problemão.

– Bahhhh, eu também!

– É, minha filha não aparece em casa há 3 dias.

– Sabe que meu filho também é assim? Some sem avisar.

– Pois é.. filho é tudo igual.

– O meu, pelo menos, me ligou ontem.

– A minha não me liga quando sai, ela é meio rebelde para essas coisas.

Repararam como a conversa se moldou de modo que as 2 falaram e nenhuma escutou o que a outra disse?

O problema disso tudo é que PRECISAMOS falar e é extremamente difícil escutar. O motivo é explicado cientificamente: Nosso pensamento é 3 vezes mais rápido que a nossa ”escutatória”, capacidade de escutar e assimilar. Ou seja, quando ouvimos uma história, automaticamente assimilamos histórias nossas e temos uma PUTA vontade de falar.

Eu mesmo, às vezes, me pego pensando em outra coisa totalmente  diferente no meio de uma história de alguém, ou solto uma piadinha desnecessária para o momento. O cara só quer falar, poxa! Só quer desabafar.

Olha, isso tudo é diferente de quando o cara te falar uma história você comparar com alguma coisa sua para lhe ajudar. Exemplo:

– Briguei com meu pai porque ele não me deixa mais comer frango.

– Cara, quando meu pai não me deixa comer frango eu como peixe, não acha uma boa?

Viram a diferença?

Muitas vezes o cara vem loco pra te contar um problema e tu toca um teu pra cima dele!

PORRA!

Às vezes, e já me deparei várias vezes com isso, eu vou dar uma volta pra buscar alguma coisa durante a noite ou sei lá… Qualquer coisa, vou dar uma volta, ponto. E alguém se oferece pra vir comigo. Às vezes tu repara que o cara só quer conversar, quer ficar aquele momento longe da gurizada só para te contar algo, daí outro cara vem junto e é visível a ”decepção” do que queria conversar.

Um cara apaixonado, exemplo dado pelo ”Pretinho Básico” e já comentado por mim aqui no blog antes mesmo de ter escutado essa matéria, tende a falar apenas de sua paixão, pois ele só pensa nisso e PRECISA falar sobre, já que é o que ele tem na cabeça. Faz algum sentido isso, né?

Por isso eu recomendo a todos. FALEM bastante, é necessário! Mas escutem também, amanhã você vai precisar de um ouvido de pinico pra ouvir teus probleminhas. Não precisamos ter que desabafar para desconhecidos, podemos conversar com amigos, cara! AMIGOS são para isso, pelo menos na teoria.

Abram seus ouvidos, limpem bem eles, fechem a boca e ESCUTEM!!!!

Abraço!

31 março, 2009 at 10:51 am 29 comentários

Sonhos de criança

Aquele moleque que tinha um sonho de ser veterinário, ajudar os animais… Hoje é dono de uma madeireira.

Aquele moleque que tinha um sonho de ser bombeiro, para salvar as pessoas. Hoje é presidente de uma multinacional. Fabricam e vendem armas.

Aquela menininha que sempre quis ser enfermeira… Hoje é dona de casa.

E sabem aquele que queria ser policial? Teve 2 filhos e não poderia mais arriscar a sua vida. Hoje é operário.

Eu conheço uns 3 que queriam ser astronautas, mas não entendo porquê hoje eles estão todos estudando para profissões diferentes.

Me lembro de um que tinha um sonho maior. Ia mudar o Mundo. Ia fazer projetos sociais, ia fazer isso e aquilo e quem sabe se tornar presidente do Brasil. Hoje? Não faz nada da vida. Tem 40 anos, é sustentado pelos pais e é ele que precisa de ajuda.

Eu tento entender, mas não consigo. Juro que tento, mas não entra na minha cabeça.

Como podemos ser tão manipulados? Na nossa infância sempre temos sonhos. Sonhamos mudar o mundo e ajudar os outros. Somos tão puros.

Aquele traficante queria jogar bola. Aquele assaltante, na verdade, seria um ótimo segurança, era o seu sonho. Mas por que os sonhos não se realizam? Por quê?

Está tudo errado.

Acho que os sonhos de criança são eternos. Todo mundo sabe o que queria ser quando era criança. Mas poucos sabem o que são, o que se tornaram.

Hoje eu busco entender qual o meu papel. Qual o motivo das minhas ações. E as conseqüências. Será que eu sou apenas mais um dentre 6 bilhões que vão passar despercebidos?

Eu queria ser veterinário. E você?

27 março, 2009 at 10:08 am 23 comentários

Hipocrisia…

Quando alguém dá dinheiro na sinaleira as críticas vêem como água:

1 – Tu está influenciando o tráfico.

2 – Ele vai comprar drogas com esse dinheiro.

Engraçado que as críticas vêm, muitas vezes, de amigos que usam drogas, ou dos pais desses amigos.

A próxima vez que alguém como esse guri pedir dinheiro para o pai eu vou falar:

– NÃO FAZ ISSO! Tu está influenciando o tráfico.

Hipocrisia é foda. É FODA!

Fim de semana passado nós paramos em uma sinaleira e eu já sacava a carteira quando um amigo meu falou: 

– Não dá dinheiro para ele! Ele que vá trabalhar!

Detalhe que o menino tinha 9 anos. E o meu amigo que não trabalhava até 2 meses atrás, o que diria se o pai dele dissesse isso pra ele?

Hipocrisia é foda. É FODA!

Vamos pensar antes de ouvirmos nossos instintos.

Reparem que muitas vezes a situação do ”pedinte” não difere da nossa em muitos detalhes. 

Abraço.

25 março, 2009 at 10:35 am 1 comentário

Posts antigos


Arquivo

Visitantes

  • 94,363 Hadoukens